terça-feira, 8 de outubro de 2013

Soberana

 

Eu serei sempre tua poesia 
És meu grande e único amor
No nosso jardim tem magia
Sou tua bela e perfumada flor

Vem para o nosso lindo ninho
A saudade está me matando
Quero te fazer tanto carinho
Pensarás que estás sonhando

Vou me vestir como uma cigana
Dançarei flamenco para te agradar
Serei tua musa linda e soberana
Sentirás desejo insanos de me amar

Adoramos nossas criativas fantasias
Elas tornam nosso amor  abrasador
Posso até fazer algumas simpatias
Tu és meu único e amado espectador










AnnaLuciaGadelha


                        
                                            






                                           





Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir