domingo, 9 de junho de 2013

Nosso Pranto



Quando te  olhei me enamorei
Tua boca aflorou minha paixão
Com teus lindos ideais sintonizei
Silenciamos e houve comunhão

Vivemos um amor de rara beleza
Entre nós havia muita semelhança
Sentimentos que fluíam com clareza
Não premeditamos a nossa aliança

Eternizamos as nossas lembranças
Foi sublime o nosso relacionamento
Ventos que só  traziam bonança
Momentos de puro fortalecimento

Nós sabíamos que nada é infindável
Nos despedimos tristes e apressados
A dor estava deveras insuportável
Aos prantos, nos olhamos desamparados


AnnaLuciaGadelha



2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir